Logo da CBIC
05/08/2021

Abecip aponta SBPE como principal instrumento de financiamento no país

A primeira parte do Quintas da CBIC, realizado virtualmente nesta quinta-feira (5/8) pelo canal da CBIC no YouTube, demonstrou a retomada do mercado imobiliário com o crescimento do financiamento com recursos da Caderneta de Poupança. Na live foram abordadas questões relacionadas a novas modalidades de financiamento, ampliação de mercado e integração de dados.

“Apesar de 90% do déficit habitacional brasileiro estar no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e 10% na Caderneta de Poupança, o financiamento do FGTS caiu em torno de 5% em 2020”, apontou o presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), José Carlos Martins, ao destacar a caderneta de poupança como o principal instrumento de financiamento no país atualmente.

Na mesma linha, a presidente da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), Cristiana Portella, ressaltou o crescimento do financiamento imobiliário no país em 2020 (R$ 177 bilhões), puxado basicamente pelo Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE), com um recorde histórico de R$ 124 bilhões (+58%) pela caderneta de poupança e R$ 53 bilhões pelo FGTS (-5%).

No primeiro semestre de 2021 foram financiados R$ 121,7 bilhões, crescimento de 73% se comparado ao mesmo período de 2020, sendo R$ 97 bilhões (124%) via SBPE e R$ 24,6 (-8%) via FGTS.

“O SBPE está financiando mais de três vezes o Fundo de Garantia. O preço do saque do FGTS para aumentar provisoriamente a renda, hoje nos impede de estar financiando muito mais”, ressaltou Martins, alertando também que o aumento do custo afeta mais os financiamentos com recursos do FGTS do que os do SBPE.

Estimativa de crescimento

“Prevemos um segundo semestre tão positivo quanto esse. A estimativa é de outros R$ 98 bilhões (aquisição e construção) no segundo semestre, fazendo com que 2021 seja o melhor ano de todos os tempos, com R$ 195 bilhões (SBPE), totalizando R$ 251 bilhões em financiamento”, frisou.

Na avaliação do presidente da Comissão da Indústria Imobiliária (CII) da CBIC, Celso Petrucci, no entanto, o mercado imobiliário deve crescer em torno de 5% a 10%.

Neste sentido, Martins citou o problema do aumento dos custos dos insumos. “Tememos que haja uma explosão de preço no mercado de imóveis”, disse.

Desenvolvimento do setor

A executiva Cristiana Portella também abordou questões relacionadas ao desenvolvimento do setor da construção:

  • Apoio na Implementação da Basileia III
  • Block: Sistema de Registro e Gravame Recebíveis Imobiliários
  • Digitalização dos processos do crédito imobiliário
  • Segurança Jurídica do crédito imobiliário para PF e Produção
  • IGMI-R Monitoramento dos preços dos imóveis
  • CGI- Crédito com Garantia de Imóvel – Aperfeiçoamento do Mercado

Por sugestão da CBIC, ficou acordado que a entidade e a Abecip se reunirão para integrar os dados das duas entidades e criar possíveis novos produtos em prol do mercado imobiliário.

O presidente da Comissão de Habitação de Interesse Social (CHIS) da CBIC, Carlos Henrique Passos, também reforçou a importância do Block para reduzir riscos para as pequenas e médias empresas.

Mercado Imobiliário futuro

O presidente da Ademi-PE, Avelar Loureiro Filho, informou que as faixas 2 e 3 do Minha Casa, Minha Vida (MCMV) já financiaram até 2014 em torno de 2,3 milhões de unidades habitacionais.

Pensando no futuro do SBPE, Avelar Loureiro Filho apresentou amostra obtida junto a alguns clientes de Pernambuco que detectou que muitas dessas famílias já têm condições de acessar um imóvel mais caro, migrando do MCMV/CVA para o SBPE, desde que tenha uma linha que aceite o imóvel usado para fazer um upgrade. O assunto será debatido na próxima semana, em Maceió/AL.

Indicadores Imobiliários  

Petrucci lembrou que no próximo dia 23/8 será realizada a coletiva de imprensa de divulgação dos Indicadores Imobiliários Nacionais sobre o desempenho do segmento no 2º trimestre de 2021, que abrange os 150 principais mercados do país.

O Quintas da CBIC tem interface com o projeto ‘Melhorias no Mercado Imobiliário’ da CII e CHIS da CBIC, com a correalização do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai Nacional).

Em dose dupla, o Quintas da CBIC também apresentou a estratégia de atuação da CBIC sobre a reforma do Imposto de Renda.

SAIBA MAIS

CBIC convoca setor para sensibilizar deputados sobre reforma do IR

COMPARTILHE!

CHIS Agenda

october, 2021

sun

mon

tue

wed

thu

fri

sat

-

-

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

No Events

X