Logo da CBIC
18/02/2020

Jornada do conhecimento: jovens líderes conhecem mais sindicatos do setor

Mais seis dos 16 membros do CBIC Jovem deram início neste mês de fevereiro à jornada de conhecimento das entidades setoriais de seus respectivos estados. Essa é a primeira ação de 2020 do projeto ‘Desenvolvimento de Lideranças’ da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), em correalização com o Serviço Social da Indústria (Sesi Nacional), que visa a formação de lideranças para o setor da construção.

O objetivo é permitir aos jovens – escolhidos no processo seletivo ocorrido em 2019 – conhecerem localmente as entidades associadas à CBIC, bem como suas histórias, desafios e projetos futuros, para que possam elaborar o diagnóstico que embasará os próximos passos do projeto da Comissão de Responsabilidade Social (CRS) da entidade.

Os jovens que integram o novo grupo foram selecionados em 2019, dentre os 140 inscritos no ‘CBIC Jovem – O Desafio’, em um processo totalmente virtual.

Confira, a seguir, as percepções dos jovens dos estados de São Paulo, Amapá, Roraima, Mato Grosso do Sul e Brasília sobre as associações e sindicatos visitados.

 

São Paulo

Solon Souza Filho e o diretor executivo da APeMEC, engenheiro José Elias (Foto: Divulgação)

O engenheiro civil Solon da Costa Souza Filho, da Ambar (startup), visitou a Associação de Pequenas e Médias Empresas de Construção Civil de São Paulo (APeMEC) e o Sindicato da Habitação (Secovi-SP).

Na APeMEC, Solon Souza Filho foi recebido pelo diretor executivo, engenheiro José Elias, e, no Secovi-SP, pela equipe de comunicação e comercial da entidade.

Dentre os destaques das visitas, Solon aponta que “com o fim da contribuição sindical obrigatória, ficou evidente a necessidade das entidades apresentarem resultados concretos de suas atividades, gerando retorno a seus associados. Principalmente as entidades menores, como a APeMEC”.

Nesse sentido, ressalta a importância da colaboração entre os profissionais e empresas de cada área da indústria, principalmente na construção civil. “O foco dessa colaboração, entretanto, mudou para o desenvolvimento de todos os envolvidos na cadeira produtiva, dada a crescente velocidade de desenvolvimento e mudança de exigências que o mercado vem apresentando. Dinamismo e adaptação estão entre as principais características que profissionais, empresas e entidades têm de apresentar daqui para frente”.

Chamou sua atenção a mudança das definições de associativismo. “O que antes era conhecido majoritariamente como união com fins de diálogo e até mesmo luta contra o governo e o setor público, agora se tornou uma grande ferramenta de desenvolvimento dos envolvidos na cadeia produtiva, desde os pequenos (grande maioria) até os grandes. É possível observar que o peso do governo vem diminuindo cada vez mais, abrindo espaço para o crescimento de uma sociedade mais livre. Estar preparado para a velocidade do avanço que essas medidas podem trazer deve ser o objetivo daqueles que decidirem se associar, a partir de agora”.

Carlos Eduardo Lima Jorge, presidente da Apeop, recebe o engenheiro Eduardo Tassi Damião (Foto: Divulgação)

Já o engenheiro civil Eduardo Tassi Damião, da Tecnisa, também de São Paulo, foi recebido pelo presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (Sinduscon-SP), Odair Senra, e pelo vice-presidente Netto Benvenutti, que também participou da 1ª edição do grupo CBIC Jovem. O engenheiro visitou ainda o Secovi-SP e a Associação para o Progresso de Empresas de Obras de Infraestrutura Social e Logística (Apeop), presidida por Carlos Eduardo Lima Jorge,

Além dos temas técnicos que são tratados no Sinduscon-SP, com forte envolvimento da cadeia da cadeia da construção (fornecedores, consultores, laboratórios, academia, entre outros) e que são difundidos através de cursos, workshops, guias e outros documentos, Eduardo Damião destaca o esforço do sindicato para se atualizar frente às demandas das construtoras do estado.

Eduardo menciona o apoio ao surgimento do IconHUB, que é um polo de inovação sediado no Sinduscon-SP, inaugurado recentemente e que auxilia empresas associadas ou não ao sindicato a pesquisarem, desenvolverem e implementarem inovações em seus processos e produtos. Interessados podem acessar o site http://www.iconhub.com.br/ para mais informações

“Existem mais de uma forma de se afiliar ao sindicato. Existe a filiação sindical, a associação, a parceria e os patrocinadores. No grupo de associação, além da associação das empresas construtoras, existe a associação estudantil, que é destinada a estudantes universitários que tenham interesse em aprofundar os conhecimentos na atividade econômica da construção civil. Essa modalidade ainda é pouco difundida e o próprio sindicato, além de buscar ser mais relevante para as empresas que representa, também está desenvolvendo um projeto para aumentar a participação de jovens e estudantes”.

 

Amapá

No Amapá, o arquiteto Ramon Valente foi recebido pelo presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Amapá (Sinduscon-AP), Glauco Mauro Cei, e teve a oportunidade de conhecer tanto a estrutura física da entidade, que conta com 25 empresas associadas e oferece serviços de apoio aos construtores para garantir uma melhor forma de trabalho no setor e em seus empreendimentos, quanto informações sobre a mesma.

“O presidente, um dos fundadores do Sindicato, conheceu a entidade quando ela ainda era a Associação dos Construtores. A intenção de se tornar presidente foi manter o relacionamento das entidades em prol do interesse comum. Para o futuro, o presidente do Sinduscon-AP pretende continuar apoiando e fomentando uma construção que defenda os interesses não só dos construtores mas de todos que trabalham dentro do setor”, diz, completando que “o que o motiva a manter esse trabalho voluntário é a importância da construção civil”, diz.

 

Rondônia

A arquiteta Tatiane Kelm, da Garra Representações, foi recebida em Porto Velho (RO) pelo presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de Rondônia (Sinduscon-RO), Emerson Fidel Campos Araújo.

“Abordamos temas como as atividades em andamento, das quais podemos destacar as convenções coletivas junto ao Sindicato dos trabalhadores na Industria da Construção Civil de Rondônia (STICCERO) e a revisão do Plano Diretor de Porto Velho”, cita.

“A limitação na atuação da entidade devido ao baixo número de associados ativos e esse fator será o nosso ponto de partida para elaborarmos, em conjunto, um plano de ação com o objetivo de atrair os empresários locais”, ressalta Tatiana Kelm.

 

Mato Grosso do Sul

Matheus Alves Martins e o presidente do Sinduscon-MS, Amarildo Miranda Melo (Foto: Divulgação)

O engenheiro civil Matheus Alves Martins, de Campo Grande/MS, visitou o Sindicato Intermunicipal da Indústria da Construção do Estado de Mato Grosso do Sul (Sinduscon-MS) e foi recebida pelo presidente da entidade, Amarildo Miranda Melo, e pela superintendente, Kely de Paula de Oliveira.

“A atuação forte da entidade em debates técnicos da região e o pouco engajamento de empresas do setor”, chamaram a atenção de Matheus no estado, bem como “o posicionamento convicto da entidade em colaborar e proteger as empresas do setor”.

 

Brasília

Já a engenheira civil Daniele Ramos do Nascimento visitou o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Distrito Federal (Sinduscon-DF). A entidade foi apresentada pela assessora de comunicação Patrícia Figueiredo, que lhe mostrou a estrutura física do Sinduscon, bem conversou sobre seu funcionamento e quantidade de associados.

“Me surpreendeu a organização do sindicato, a hierarquização e organização das funções. Tudo bem definindo”, disse, ressaltando também a existência da “cooperativa de compras, com vários benefícios para os associados do Sinduscon-DF”.

Daniele, que é de Brasília, já conhecia o trabalho do sindicato e elogiou sua organização.

“A preocupação deles vai além com a dos associados. Quando é editada uma lei há um cuidado com os impactos sociais de suas ações na sociedade local, para que seu resultado seja positivo para todos.

“Mais do que uma entidade para blindar seus associados, o Sinduscon-DF atua em função dos interesses da sociedade”, aponta Daniele, que já acompanha as informações da entidade via WhatsApp.

COMPARTILHE!

Agenda CRS

Abril, 2020

Dom

Seg

Ter

Qua

Qui

Sex

Sab

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

Nenhum evento

X