Logo da CBIC
15/07/2021

CBIC participa do lançamento da Câmara Temática do BIM pela Frenlogi e IBL

A Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), representada pela Comissão de Materiais Tecnologia, Qualidade e Produtividade (Comat), participou no dia 14/7, na sede da Confederação Nacional do Transporte (CNT), em Brasília, do lançamento da Câmara Temática do BIM na Infraestrutura, pela Frente Parlamentar Mista de Logística e Infraestrutura (Frenlogi).

Parlamentares, engenheiros e autoridades vão trabalhar para aprimorar gerenciamento de construções no Brasil. O objetivo da câmara será difundir e incentivar essa metodologia inovadora nas empresas de engenharia privadas, grandes empreiteiras e nos projetos de infraestrutura, logística e energia liderados pelo Governo Federal.

O evento contou com a curadoria técnica do Instituto Brasil Logística (IBL) e da Valec Engenharia, por meio do diretor de Empreendimentos, Washington Luke.

O BIM (Building Information Modeling ou Modelagem da Informação da Construção) é uma plataforma que integra diversas informações técnicas das infraestruturas rodoferroviárias em um único ambiente de projeto. Alinhamentos geométricos, volumes de aterro, drenagem, pontes, túneis, viadutos, possíveis interferências entre as estruturas e percentagem de conclusão das obras estão disponíveis ao mesmo tempo. Engenheiros, gestores e equipes técnicas têm total acesso aos dados dos empreendimentos e dos processos de forma integrada.

Esse novo modelo de gestão de edificações é considerando essencial para levar a indústria da infraestrutura brasileira à vanguarda mundial. O BIM é utilizado há anos nas maiores economias do mundo, como Estados Unidos, Rússia e China. Apesar disso, apenas 9,2% dos projetos de engenharia no Brasil utilizam essa metodologia. Segundo um estudo da Fundação Getúlio Vargas, o BIM pode reduzir em até 9,7% os custos totais das obras e diminuir 20% nos custos dos insumos adquiridos.

O senador Wellington Fagundes, presidente da Frenlogi, destacou os avanços na gestão que a metodologia vai trazer.

“A Câmara Temática do BIM integra a Frenlogi com total apoio a todo o tema e a este novo modelo de gestão. O BIM traz em sua essência a possibilidade de fazer mais com menos, olhar de forma ampla os projetos, com aumento de produtividade e evitando desperdício de dinheiro público. Desejamos que nos próximos anos, com o avanço do uso do BIM, seja possível minimizar os impasses encontrados hoje em nosso setor. Desejamos abrir portas para que empresas de software, nacionais e internacionais, atuem oferecendo tecnologia que diminua riscos em todas as etapas de implantação de empreendimentos e representem um avanço na competitividade do país”, afirmou Fagundes.

O deputado Júlio Lopes, que tomou posse como vice-presidente da Câmara Temática, citou os objetivos que o Brasil vai perseguir com o uso da metodologia BIM.

“Este evento promovido pela Frenlogi e IBL marca um importante momento para o setor de infraestrutura do Brasil. Precisamos construir nossas obras com racionalidade, eficiência, menos tempo e menos custo. Padrões e normas são fundamentais para o funcionamento de uma sociedade. Portanto, a metodologia BIM vem para guiar a melhor forma de planejar e executar projetos de infraestrutura também no setor público. É uma honra assumir a vice-presidência desta Câmara Temática”, detalhou o parlamentar.

O evento de lançamento também teve a participação de autoridades do Governo Federal. Felipe Queiroz, secretário Executivo substituto do Ministério da Infraestrutura, parabenizou a iniciativa da Frenlogi na difusão do BIM e ressaltou que as vantagens desse sistema serão duradouras para o país.

“Sou egresso no DNIT e sei que é preciso coragem e visão de futuro para implantar normas e trabalhar essa massa crítica de informações. Ampliar o uso do BIM será um desafio, mas que trará inúmeros benefícios em gestão de obras para o país”, cravou o dirigente.

O secretário Nacional de Transportes Terrestres, Marcello da Costa Vieira, enfatizou que um dos desafios do Brasil é utilizar a tecnologia BIM no ramo da construção pesada nacional, o que dará vantagem competitiva à economia brasileira.

“Este é um tema de absoluta relevância para o país. É preciso demonstrar a importância do uso da tecnologia e desta nova ferramenta que dá suporte ao processo que temos no país para realização de obras de infraestrutura com grandes investimentos. Este evento promovido pela Frenlogi e IBL, com a participação do Ministério da Infraestrutura, deixa claro o entendimento de que é preciso avançar no uso do BIM na Infraestrutura”, defendeu o secretário.

Com a participação do jornalista Dimmi Amora, sócio-diretor da Agência iNFRA, como mestre de cerimônia do lançamento da Câmara Temática do BIM na Infraestrutura, o evento também contou com as presenças de:

  • Tiago Lima, vice-presidente do Instituto Brasil Logística (IBL)
  • Deputado Edinho Bez , diretor de Relações Institucionais da Frenlogi e do IBL
  • Senador Dario Berger, presidente da Comissão de Infraestrutura do Senado Federal
  • Mario William Esper, presidente da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT)
  • Carlos Alberto Kita, presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Santa Catarina
  • Rodrigo Boering, coordenador técnico do Projeto Construa Brasil
  • Washington Luke, que encerrou o evento com apresentação de case da Ferrovia de Integração Centro-Oeste (FICO).

Confira a íntegra do evento, transmitido na íntegra pelo canal da Frenlogi no YouTube.

O tema tem interface com o projeto “Inovação e Tecnologia na Indústria da Construção” da Comat/CBIC, em correalização com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai Nacional).

(Com informações da Comunicação Frenlogi/IBL. Foto: Paulo Vitor Nascimento)

COMPARTILHE!

Agenda COMAT

Julho, 2024