Logo da CBIC
16/06/2021

Preço da energia preocupa construção civil, que já sofre com alta dos insumos

Matéria da Folha de S.Paulo desta quarta-feira (16) destaca a preocupação do setor da construção civil com o aumento de mais de 20% na bandeira vermelha da conta de luz, informado ontem (15/06) pelo diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), André Pepitone.

O principal impacto deve vir por meio dos materiais utilizados nas obras. Alguns deles demandam alto consumo de eletricidade durante a fabricação e esse custo deverá chegar aos canteiros.

O alumínio é apontado como a matéria-prima que mais demanda energia, com cerca de 50% do seu custo de produção atribuído ao consumo de eletricidade, seguido pelo cimento e o aço.

Esse incremento atinge o setor em um momento já complicado de aumento de preço dos insumos, em grande parte nacionais, e por isso mais passíveis de serem afetados pela alta na tarifa de energia. Devido ao aumento de custos dos materiais, o setor já vem tentando ampliar a importação de matérias-primas, solicitando a diminuição de impostos.

Outro efeito temido pela alta no custo da eletricidade é a redução do poder de compra dos clientes. “Quando o bolso encolhe, a capacidade de fazer investimentos se reduz”, diz José Carlos Martins, presidente da entidade, ouvido pela Folha.

Acesse a íntegra da matéria no jornal Folha de S.Paulo.

COMPARTILHE!

Agenda COMAT

Fevereiro, 2024