Logo da CBIC
19/10/2021

Enic: Inovação na área de infraestrutura pode tornar o País mais competitivo

O 93º Encontro Nacional da Indústria da Construção (ENIC) promoveu nesta terça-feira (19/10) painel virtual sobre a infraestrutura social, englobando as áreas de saúde, educação, mobilidade urbana, saneamento e iluminação pública, com foco na tecnologia em favor da infraestrutura.

O bate-papo virtual foi coordenado pelo presidente da Comissão de Infraestrutura (Coinfra) da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), Carlos Eduardo Lima Jorge, e contou com a participação de representantes do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), da Caixa Econômica Federal e de empresas de tecnologia para as áreas de saneamento e iluminação pública.

O gerente de Infraestrutura e Energia do BID, Nestor Roa, destacou a importância da tecnologia para melhorar os projetos no Brasil. “A missão 2025 do BID inclui o tema transformação digital, por que permite dotar a economia de ferramentas para alcançar o crescimento sustentável, incentivar a inovação e melhorar a inclusão social”, frisou.

Tatiana Thomé de Oliveira, vice-presidente de Governo da Caixa, agente financiador, repassador de recursos e estruturador de projetos (FEP), disse que concorda com a premissa de que a tecnologia pode ajudar no desenvolvimento de bons projetos. No entanto, enxerga maior oportunidade no uso de tecnologia em projetos de PPPs e concessões. “Nos projetos da Caixa constam indicadores que incentivam o uso de tecnologia, o que não ocorre nas obras públicas e com financiamento com recursos do FGTS”.

“O uso de tecnologias mais convencionais acaba sendo mais confortável para o gestor público. A nossa vontade de inovar acaba sendo limitada pela questão do projeto elaborado pelo ente público”, mencionou Tatiana Thomé.

“Há uma grande diferença entre motivação para o uso de novas tecnologias em projetos que partem de parcerias, como concessões, PPPs, locação de ativos, e obras públicas”, reforçou Lima Jorge, completando que, felizmente, a nova Lei de Licitações traz a possibilidade, via Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), de uma busca de solução com o setor privado para os projetos.

Hélio Samora, CEO da empresa SmartAcqua, que atua no desenvolvimento de soluções tecnológicas para a área de saneamento, ressaltou que “o setor de infraestrutura nunca teve tanta tecnologia disponível para melhorar os projetos da área”, mencionando, no entanto, que algumas empresas públicas ainda têm dificuldade de acesso pela rigidez contratual do setor público.

Nestor Roa destacou que o BID está comprometido em criar instrumentos e mecanismos de capacitação para que um maior número de trabalhadores tenha acesso à tecnologia, bem como as pequenas e médias empresas.

Avanços em iluminação pública e soluções para a crise hídrica

“A iluminação pública ficou parada muito tempo na mesma tecnologia. De um tempo para cá, o mercado começou a abrir”, salientou o supervisor regional da STI Eletrônica, especializada em soluções tecnológicas para Iluminação, José Renato Perón, informando que o número de projetos de PPPs de iluminação públicas assinado passou de 17 para 51 em 2020.

Além disso, o FEP ganhará um reforço de R$ 46 milhões para apoiar oito municípios em novos projetos de PPP de iluminação pública.

Já na questão hídrica, Hélio Samora apontou que o Brasil perde 51% da água tratada e distribuída (2019) e que a SmartAcqua conta com uma tecnologia focada em dar ferramentas para a companhia pública/privada buscar uma solução para esse desperdício.

Ao finalizar o painel, Lima Jorge, lembrou que 2022 é um ano em que as empresas de infraestrutura vão ter que ter uma atenção muito especial para as oportunidades de mercado, investindo em tecnologia para viabilização de projetos, para atuarem nas modelagens de concessões e PPPs.

Perdeu alguma das palestras do segundo dia do Enic? Ainda dá tempo de recuperar. Você pode assistir os painéis que aconteceram ontem e hoje na plataforma do evento. Além disso, ainda tem mais dois dias de evento 100% online. A inscrição é gratuita. Confira!

O painel tem interface com os projetos “Desenvolvimento sustentável na indústria da construção” da Comissão de Meio Ambiente (CMA) e  “Melhoria da Competitividade e da Segurança Jurídica para Ampliação de Mercado na Infraestrutura” da Comissão de Infraestrutura (Coinfra) da CBIC, com a correalização do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai Nacional).

O 93º Enic é uma realização da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) e conta com apoio do Serviço Social da Indústria (Sesi Nacional), do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai Nacional) e de entidades do setor, com patrocínio do Sebrae, OrçaFascio, Konstroi, Agilean, Brain Inteligência Estratégica, Mútua, Predialize, Roca, Sienge + Softplan, Aval, Softwareone, TK Elevators e Frontera.

COMPARTILHE!

Agenda COINFRA

diciembre, 2021

dom

lun

mar

mie

jue

vie

sab

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

No hay eventos

-->
X