Logo da CBIC
05/10/2021

Avança o projeto para ampliação da base de pesquisa do IBGE

Dando continuidade ao projeto de ampliação da base de coleta da pesquisa de insumos do IBGE, assunto de suma importância para o setor da construção, a Comissão de Infraestrutura (Coinfra) da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) se reuniu no último dia 21/09 com representantes do Instituto, para avaliar os avanços e planejar a execução das etapas seguintes.

Os participantes decidiram realizar um projeto piloto no Amapá e no Pará, estados selecionados pelo IBGE, em razão da difícil logística provocada pelas longas distâncias.

“Essa é causa do IBGE dispor de um numero insuficiente de pontos de comercio cadastrados para realizar as suas pesquisas”, destacou Geraldo de Paula Eduardo, consultor do Sinapi pela CBIC, reforçando que a ideia é ampliar essa base para o IBGE realizar a pesquisa de forma mais representativa.

Para isso, o primeiro passo já foi dado. As ouve o construtoras locais já identificaram e informaram quais são os fornecedores locais para o segmento da construção civil. Como resultado dessa fase, segundo Geraldo de Paula, já houve êxito no Estado do Amapá, concretizando alguns avanços efetivos.

Segunda reunião de trabalho

O grupo CBIC/IBGE voltou a se reunir no dia 28/09 para esclarecer dúvidas sobre os formulários que deverão ser utilizados pelas construtoras para fornecer as informações sobre os pontos de venda.

Participaram da reunião virtual:

Pelo IBGE

  • Augusto Sérgio Lago de Oliveira, gerente Nacional de Produtos Sinapi
  • José Carlos do Santos, analista do Sinapi
  • Renata Estrella de Los Santos, analista do Sinapi

Pelo Sinduscon-PA

  • Alex Dias Carvalho, presidente do Sinduscon-PA
  • Rafael Costa, executivo do Sinduscon-PA
  • Diversas construtoras do Pará, indicadas pelo Sinduscon.

Pela CBIC

  • Geraldo de Paula Eduardo, consultor do Sinapi pela CBIC

O gerente Nacional de Produtos Sinapi, Augusto Sérgio Lago de Oliveira, explicou que os dados serão tabulados, considerando os tipos de insumos e ramos de atividades das construtoras.

O IBGE encaminhará os formulários às construtoras, por meio do Sinduscon-PA, indicando os insumos que julga prioritários em função das suas demandas. O sindicato, por sua vez, poderá fazer suas indicações. O objetivo é identificar e atender os tipos de obras da construção civil de maior peso na região, edificações residenciais, saneamento e ou infraestrutura.

Próximo passo

Simultaneamente às ações que estão sendo realizadas no Estado do Pará, será iniciado o trabalho no Amazonas e no Distrito Federal.

“O DF apresenta uma característica diferente dos demais, pelo fato de não ser um polo industrial e, portanto, se abastecer nas cidades próximas”, frisou Geraldo de Paula.

A previsão é de que, ainda neste mês de outubro, haja a primeira reunião de trabalho envolvendo os Sinduscon do DF e do AM e o IBGE.

Acompanhar e disseminar os resultados do processo de revisão/aferição do Sinapi é objetivo do projeto “Melhoria da competitividade e da Segurança Jurídica para Ampliação de Mercado na Infraestrutura” da Coinfra/CBIC, em correalização com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai Nacional).

COMPARTILHE!

COINFRA Agenda

december, 2021

sun

mon

tue

wed

thu

fri

sat

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

No Events

-->
X