Logo da CBIC
02/09/2021

ESG: tema de grande importância para a construção será debatido no 93º ENIC

Os convidados do Quintas da CBIC desta quinta-feira (2) debateram os conceitos de ESG – boas práticas ambientais, sociais e de governança. De grande relevância para o setor da construção, o tema será debatido no 93º Encontro Nacional da Indústria da Construção (Enic), que acontecerá entre os dias 18 e 21 de outubro. O presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), José Carlos Martins, afirmou que serão convidadas empresas ligadas à infraestrutura e ao mercado imobiliário para explicarem os ganhos que o setor tem ao adotar a cultura do ESG.

Martins abriu a live destacando a preocupação da entidade com o futuro. “As ações mostram que a CBIC tem uma preocupação com o futuro, de antever os movimentos que acontecerão, principalmente, para que as empresas e as pessoas saibam como se planejar”, afirmou.

Além disso, destacou que a entidade e o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, assinaram, nesta quarta-feira (1º), o Acordo de Cooperação Técnica sobre Diretrizes de Investimentos Sustentáveis para o Desenvolvimento Regional. O objetivo do acordo é desenvolver atividades correlatas à produção, intercâmbio, difusão de informações, conhecimentos e boas práticas para a promoção de instrumentos de finanças sustentáveis aplicáveis aos planos e projetos vinculados à infraestrutura para o desenvolvimento regional.

Durante o evento online, a presidente da Comissão de Responsabilidade Social da CBIC, Ana Cláudia Gomes, afirmou que o social e o ambiental chegaram à contabilidade. “Agora, além de ser importante para a sociedade e para as empresas, os conceitos trazem valor, um crédito mais barato e a gente tem uma atuação muito mais responsável das empresas. Também traz valor para a empresa, para o seu trabalhador, para a cadeia fornecedora e para a comunidade em que a gente atua”, disse.

O presidente da Comissão de Política de Relações Trabalhistas (CPRT) da entidade, Fernando Guedes, ressaltou que dentro da área social, a CBIC tem uma atuação muito forte. “Para mim, ESG é a materialização do propósito da empresa. É você conseguir transformar em indicadores as ações socioambientais e de governança que as empresas adotam para que isso seja mostrado para a sociedade por meio de relatório. Os players vão analisar os indicadores e cobrar das empresas a sua melhoria ou implementação”, afirmou.

O presidente da Comissão de Meio Ambiente (CMA) da CBIC, Nilson Sarti, destacou que a CBIC tem realizado um grande trabalho nessa área. “Nós temos feito um trabalho muito grande nessa parte de certificações e de análises na parte de financiamento imobiliário em função de melhorar e dar velocidade em empreendimentos mais sustentáveis”, ressaltou.

Sobre os dias atuais, o presidente da CBIC afirmou que é fundamental que a engenharia traga temas de hoje e de grande relevância para o setor, como as práticas sustentáveis. “É muito importante para nós que o currículo de Engenharia esteja aderente à vida que a gente leva hoje. Quando eu me formei não era da época do BIM e do ESG”, reiterou.

Sarti enfatizou ser um período muito interessante de atração dos jovens em startups para trabalhar com inovação tecnológica e sustentabilidade. “Tudo que você faz hoje, a gente pensa em como posso utilizar tecnologia em favor disso. Isso está encantando os jovens, que hoje são cheios de propósitos”, disse.

O presidente da CMA ainda lembrou que a CBIC está trabalhando para incluir o tema do saneamento básico na COP 26. “Saneamento efetivamente é um tema de maior importância. O Brasil tem uma grande oportunidade, depois da aprovação do Marco do Saneamento, de dar uma virada nesse vergonhoso cenário que nós temos aqui na parte de esgoto e de resíduos sólidos”, concluiu.

Assista à transmissão na íntegra.

O evento tem interface com os projetos ‘Responsabilidade Social e a Valorização do Trabalhador’ por meio da Comissão de Responsabilidade Social (CRS) da CBIC, ‘Realização/Participação de/em Eventos Temáticos de SST/RT’ por meio da Comissão de Política de Relações Trabalhistas (CPRT) da CBIC, com correalização do Serviço Social da Indústria (Sesi Nacional). Também tem interface com o projeto ‘Desenvolvimento Sustentável na Indústria da Construção’ por meio da Comissão de Meio Ambiente (CMA) da CBIC, com correalização do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai Nacional).

Agenda CPRT