Logo da CBIC
11/05/2022

Aneor comemora 34 anos em prol do setor de infraestrutura rodoviária

A Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) celebra os 34 anos da Associação Nacional das Empresas de Obras Rodoviárias (Aneor). Criada em 1988, nestas mais de três décadas a entidade tem participado diretamente do desenvolvimento do setor de infraestrutura rodoviária, sendo, inclusive, uma entidade de vanguarda, contribuindo com a elaboração de políticas públicas da área.

Segundo o presidente da Aneor, Danniel Zveiter, atualmente o Brasil possui aproximadamente 50 mil km de rodovias não concedidas, sendo que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) é o órgão responsável por gerenciar e administrar os milhares contratos de serviços de obras rodoviárias para manutenção, conservação, adequação e construção das rodovias federais.

Portanto, é imprescindível que as empresas responsáveis pelas obras rodoviárias colaborem com o aprimoramento das políticas públicas visando o atendimento de forma eficiente do sistema viário as demandas do transporte rodoviário da sociedade brasileira. A representação do setor por meio de uma organização da sociedade civil é essencial nesta comunicação com o governo federal sendo realizada de forma ética e transparente.

“A entidade vem aprimorando este diálogo com o governo, demonstrando a sua importância para o setor de infraestrutura. Atualmente, estamos construindo dois acordos de cooperação técnica. O primeiro com o Ministério de Infraestrutura mais focado nas políticas públicas e o segundo com o DNIT direcionado aos problemas da administração contratual”, destacou o executivo.

Destarte, que as obras rodoviárias são realizadas em todo território nacional contribuindo com a economia dos municípios de diversos estados brasileiros. Motivo determinante do incremento do investimento público na malha rodoviária federal. A cada canteiro construído são gerados diversos empregos além de estimular o empreendedorismo local com o fornecimento de bens e serviços

Sabemos da importância de manter e ampliar a malha rodoviária federal caso contrário pode impactar diretamente no transporte de cargas e passageiros. Estas atividades são consideradas essenciais para a logística nacional das principiais atividades econômicas brasileiras.  Soma-se a este cenário, a necessidade de que as nossas empresas estejam alinhadas às políticas públicas do setor de infraestrutura rodoviária e adequadas aos padrões mais elevados de sustentabilidade.

“O nosso intuito é reforçar a cultura prática e a aplicação de critérios Ambientais, Sociais e de Governança (ESG) durante a execução das obras”, disse o presidente, considerando como a bussola, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) propostos pelas Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, composto por 17 objetivos e 169 metas a serem atingidos até 2030″, disse.

Diretoria Executiva

  • Presidente – Danniel Zveiter
  • Vice-Presidente Institucional – João Batista Dantas de Medeiros
  • Vice-Presidente de Desenvolvimento Técnico Operacional – Rogério de Oliveira
  • Vice-Presidente de Suporte – Haroldo Nunes da Silva

Diretores

  • Carlos Augusto Barbosa Lima Oliveira
  • Mário Cesar Noia de Assis
  • Nelson Sperb Neto
  • Ronald Velame de Azevedo

Suplentes

  • Juliane da Aquino Mendes Leite
  • Túlio Gabriel de Carvalho Beltrão Filho

Conselho Fiscal

  • Ademir Locks
  • Francisco Luiz Moniz
  • Barreto Pereira
  • João Borges de Oliveira Júnior

Suplente

  • Álvaro Teixeira Neto
  • Eugênio Carlos Torres
  • Alexandre Batista Guedes

Conselho Consultivo

  • Carlos Roberto Soares Mingione
  • José Alberto Pereira Ribeiro
  • Luiz Albert Kamilos
  • Ricardo Lins Portella Nunes
  • Wagner Sandoval Barbosa
  • José Mário de Castilho Castilho

CPRT Agenda