Logo da CBIC
22/05/2018

CANPAT Construção dissemina importância da cultura prevencionista no setor

Novo ciclo da Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes na Indústria da Construção terá início no segundo semestre deste ano

“Ao contrário do que se pensam, a cultura prevencionista passa pela produtividade e a aplicação de normas de segurança e saúde no trabalho torna os canteiros de obras mais produtivos e, consequentemente, mais lucrativos”, aponta o presidente da Comissão de Política de Relações Trabalhistas (CPRT) da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), Fernando Guedes, ao encerrar o primeiro ciclo da Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes na Indústria da Construção (CANPAT Construção 2017/2018) no último dia 17 de maio, durante o 90º Encontro Nacional da Indústria da Construção (Enic), em Florianópolis/SC. A campanha, que tem como propósito induzir ainda mais a redução na incidência de acidentes na indústria da construção e tornar o ambiente de trabalho cada vez mais produtivo e seguro, une a CPRT/CBIC aos principais atores de Segurança e Saúde do Trabalho (SST) – Sesi, Serviços Sociais da Indústria da Construção (Seconcis) e Ministério do Trabalho, por meio da Secretaria de Inspeção do Trabalho (SIT/MTb).

Todas as atividades desenvolvidas até o momento podem ser conferidas no hotsite da Canpat Construção, lançado durante o painel “A importância da cultura prevencionista – A Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes na Indústria da Construção – CANPAT Construção”, realizado pela CPRT/CBIC, com a correalização do Sesi Nacional, no 90º Enic. “O novo ciclo (2018 – 2019) partirá para uma discussão mais técnica e mais específica sobre temas como choque elétrico, soterramento e queda em altura”, destaca Fernando Guedes.

DESEMPENHO TEM RELAÇÃO DIRETA COM SAÚDE E SEGURANÇA

“A temática da Segurança e Saúde no Trabalho tem que ser tratada como valor e não como prioridade. As prioridades mudam. Não basta ter o trabalhador para fazer o processo construtivo. É preciso ter o insumo necessário para ele fazer o serviço correto em um ambiente confortável e seguro”, defende a especialista do Sesi-DN, Renata Rezio. Segundo ela, estudos de relevância internacional demonstram a relação direta da segurança e saúde no trabalho com os desempenhos dos trabalhadores, uma vez que os acidentes e doenças ocupacionais impactam na ruptura do processo normal das atividades da indústria, independente da sua gravidade, ocasionando diminuição da produtividade do trabalho, seja pela ausência do trabalhador ou pelos custos associados ao seu afastamento.

BALANÇO DA CANPAT

Desencadeada em 2017, em Brasília, a CANPAT Construção está sendo disseminada por todo o País. Já foram realizados eventos de mobilização em Ribeirão Preto (SP), Belém (PA), Vitória (ES), Goiânia (GO) e Porto Alegre (RS), reunindo cerca de 700 empresários do setor da construção e profissionais da área de Segurança e Saúde no Trabalho, além de representantes do Ministério Público e de auditores fiscais, buscando avançar na conscientização de empresários e estimular o diálogo com integrantes do poder público.

“A CANPAT Construção é uma excelente oportunidade para discutir esse assunto com os principais atores do setor e demonstrar o que as entidades têm feito para encontrar a busca dessas soluções”, destaca Renata Rezio, reforçando que, num primeiro momento, foi mostrada a importância da temática, agora é a vez dos desdobramentos das ações.

O presidente do Seconci Brasil, Antonio Carlos Salgueiro, assinala que um dos grandes ganhos do Serviço Social da Indústria com a companha é a divulgação das ações do serviço e o engajamento do setor nas campanhas de prevenção de acidentes de trabalho e incentivo aos exames médico ocupacional.

O auditor Fiscal do Trabalho da Secretaria de Inspeção do Trabalho, José Almeida Martins de Jesus Junior, também considera importante a parceria, por considerar que um dos fatores responsáveis pelos acidentes de trabalho é o desconhecimento nas questões relacionadas à segurança e saúde no trabalho e à falta de disseminação de uma cultura em prevenção de acidentes e doenças do trabalho.

“A CANPAT Construção se encaixa perfeitamente no movimento da Canpat do governo federal para sensibilizar a sociedade da importância de uma cultura de prevenção. Haja vista as consequências negativas de toda a sorte do País”, menciona o auditor José Almeida. Além disso, segundo ele, é possível movimentar esse importante setor, do ponto de vista da atividade econômica, que representa um percentual importante nos adoecimentos. “Como o problema precisa ser discutido pelo País, quanto mais discutir e jogar luz, melhor”, completa.

Um dos produtos da CANPAT Construção alinhados pela SIT/MTb com a CBIC será a criação de um fórum setorial permanente pós-norma de segurança e saúde junto ao governo federal e a criação de comitês técnicos, com participação tripartite, que podem resolver muitas questões.

Promovido pela CBIC e realizado pela Associação dos Sindicatos da Indústria da Construção Civil do Estado de Santa Catarina (Asicc-SC), durante o painel da CPRT/CBIC, no 90º Enic, também foram lançados o Manual de Segurança e Saúde no Trabalho para Instalações Elétricas Temporárias na Indústria da Construção e disponibilizado o Guia Prático para Cálculo de Linha de Vida e Restrição para Indústria da Construção, que podem ser conferidos, clicando aqui. Além dessas e outras publicações, que integram o Programa Nacional de Segurança e Saúde no Trabalho para a Indústria da Construção (PNSST-IC), realizado em parceria entre Sesi e CBIC, o setor da construção também pode ter acesso à assessoria e consultoria na implementação de programas legais e gestão de SST. As iniciativas integram a plataforma digital Sesi Viva+, que permite às empresas e trabalhadores do setor o acesso a painéis de informações gerenciais e programas na área de SST e Promoção da Saúde. A iniciativa também integra a CANPAT Construção e visa apoiar o setor no desenvolvimento de ambientes seguros de trabalho para proteger a integridade do trabalhador, promover hábitos saudáveis e prevenir incapacidades para o trabalho.

Agenda CPRT