Logo da CBIC
13/12/2021

Brasil ao Cubo apresenta à CBIC prédio construído em apenas 100 dias

O case “Construção Modular: maior prédio da América Latina construído em apenas 100 dias” foi apresentado no dia 23/11 aos membros da Comissão de Materiais, Tecnologia, Qualidade e Produtividade (Comat) da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), durante reunião online.

Vencedor da 2ª edição do Prêmio Produtividade do Mesmo Lado 2021, da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), na categoria Impacto na Obra, o case de produtividade foi apresentado pelo gerente de Engenharia e Pesquisa & Desenvolvimento da empresa Brasil ao Cubo, Murilo Blanco Mello.

O Edifício Level, localizado em Tubarão/SC, foi o primeiro edifício multipavimentos entregue pela Brasil ao Cubo em 2021. Segundo Mello, as soluções construtivas ágeis da empresa conseguem, em média, ser quatro vezes mais rápidas que uma solução construtiva normal em qualquer segmento: fábrica de casas comercial, industrial reforma ou residencial, hospital, educacional, obra industrial e comercial e edifícios.   

“O prédio Level é um edifício que quebrou paradigmas do que é possível fazer no Brasil em termos de construção modular de edifícios”, frisou Murilo Mello.

Em escopo Turn Key, foram 100 dias desde a fabricação até a execução da montagem do edifício com oito pavimentos e 3.121 m2 de área construída.

O sistema construtivo é estruturado em um chassi metálico, com perfis comerciais Guerdau, e a arquitetura diferenciada e não quadrada, apesar dos módulos retangulares.

O maior desafio, de acordo com o gerente da Brasil ao Cubo, foi a estabilidade global ligada ao desafio estrutural. Pensando nisso, “os módulos de todos os pavimentos foram construídos no mesmo gabarito e todas as fachadas do prédio, os pisos e as coberturas são contraventadas”, disse.

Com arquitetura aparente, o sistema de proteção passiva contra incêndios conta com pintura intumescente e argamassa projetada. Além disso, foi utilizado painéis de gesso acartonado RF 15mm PAA 120 minutos de resistência ao fogo.

A acoplagem é parafusada e a circulação vertical conta com escada enclausurada de elevadores e escada em estrutura metálica.

Os materiais – pisos, paredes e coberturas – são industrializados. As paredes externas são formadas por gesso, OSB, Metalon 40 mm, Isopainel termo-acústico 50mm e ACM e as paredes internas com gesso, OSB, Steel frame, OSB e Gesso C.

No forro Arkwood, madeira ecológica, e plug and play B 3 – elétrica e hidrossanitário

No que se refere à sustentabilidade, relacionada à saúde e conforto, o gerente da empresa reforçou que o edifício conta com ventilação cruzada, brises horizontais e verticais modulares e painéis fotovoltaicos, além de um sistema de renovação de ar.

O assunto tem interface com o projeto “Inovação e Tecnologia na Indústria da Construção” da Comissão de Materiais, Tecnologia, Qualidade e Produtividade (Comat) da CBIC, em correalização com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai Nacional).

 

Agenda CPRT