Logo da CBIC
29/07/2020

Artigo: Seconci-SP na linha de frente do combate ao novo coronavírus

Haruo Ishikawa é presidente do Seconci-SP, líder de Segurança e Trabalho da CBIC e vice-presidente de Relações Capital-Trabalho do SindusCon-SP

Considerada essencial, a atividade da construção civil não parou desde o início da pandemia de Covid-19. O desafio consistia em não interromper as obras de construção imobiliária, infraestrutura e habitação popular, preservando o emprego e a saúde dos trabalhadores.

Foi aí que entrou o Serviço Social da Construção (Seconci-SP ), entidade filantrópica e sem fins lucrativos do setor, que presta serviços de atendimento ambulatorial médico e odontológico, saúde e segurança do trabalho, e assistência social aos trabalhadores da construção civil do Estado de São Paulo.

Unindo-se às demais associações do setor, o Seconci-SP divulgou amplas orientações para a prevenção do novo coronavírus nos canteiros de obras, por meio de informativos, folhetos, cartazes, bem como por vídeos e postagens nas redes sociais. Sua equipe médica elaborou protocolos sanitários para o funcionamento das obras e das atividades imobiliárias.

 Rapidamente montou-se o Programa SOS – Seconci-SP Obra com Saúde, que disponibiliza a contratação de profissionais de enfermagem para atuarem nos canteiros, realizando medições de temperatura, orientações sobre medidas de prevenção e acompanhamento dos afastamentos. Um atendimento telefônico direto, o ‘Disque Coronavírus’, foi criado, pelo qual os médicos da entidade dão orientações sobre a prevenção à Covid-19.

 Para aferir a eficácia destas medidas, o Seconci-SP e o Sindicato da Construção (SindusCon-SP) realizam desde o início de maio uma pesquisa semanal junto a uma mostra que hoje totaliza 38 construtoras responsáveis por 459 obras envolvendo cerca de 30 mil empregos diretos e terceirizados.

Todas essas empresas adotam medição de temperatura e higienização das mãos, dão orientações diárias sobre prevenção, higienizam e realizam demarcações em áreas de vivência, fornecem máscaras para o transporte e para utilização na obra, e afixam informativos impressos sobre a Covid-19 nos locais de circulação. Apenas 1% dos trabalhadores foi afastado por confirmação de Covid-19, e 2,8% por suspeita de contraírem a doença.

Para os profissionais de empresas contribuintes à entidade, suspeitos de estarem com o novo coronavírus, o Seconci-SP está disponibilizando testes rápidos, acompanhados do devido acompanhamento médico para o fechamento do diagnóstico e as orientações de tratamento. O teste é norte-americano, aprovado pela Federal Drugs Administration dos Estados Unidos e pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária do Brasil.

Adicionalmente, a Organização Social de Saúde (OSS) Seconci-SP construiu neste ano e está administrando os hospitais estaduais de campanha para tratamento de pacientes com Covid-19 nos bairros do Ibirapuera e de Heliópolis em São Paulo, salvando milhares de vidas.

Obras sem coronavírus

Por toda esta atuação, o Sintracon-SP, sindicato que reúne os trabalhadores da capital paulista, homenageou o Seconci-SP com a medalha e o diploma ‘Luta pela Vida – Obras sem Coronavírus’. Na ocasião, o presidente do Sintracon-SP, Antonio Ramalho, declarou que, graças à ação conjunta do Seconci-SP e das demais entidades homenageadas, não se registraram óbitos por Covid-19 nos últimos 60 dias na capital paulista e ninguém foi infectado em muitas obras.

Segundo o presidente do Sintracon-SP, “os trabalhadores comentam que encontram mais guarida contra o coronavírus nos canteiros do que em outros lugares. A construção civil deu o exemplo de compromisso com a vida, a saúde e o emprego. São pouquíssimos os setores que têm um Seconci-SP para cuidar de sua saúde”, afirmou.

Na solenidade desta homenagem por videoconferência, alertei que “a indústria da construção não pode baixar a guarda, não podemos relaxar na prevenção contra o novo coronavírus nos canteiros de obras. Precisamos dar mais máscaras aos trabalhadores, ajudar a quem não sabe usar, observar a data de validade. Tem um custo, mas a saúde é mais importante.”

Atuante há 56 anos

Fundado em março de 1964 por um grupo de empresários da construção civil, o Seconci-SP, além de Sorocaba, mantém unidades ambulatoriais próprias no ABC, Bauru, Campinas, Cubatão, Mogi das Cruzes, Piracicaba, Praia Grande, Ribeirão Preto, Riviera de São Lourenço, Santos e São José dos Campos.

Como OSS na rede pública estadual, o Seconci-SP é responsável pela gestão dos hospitais de Itapecerica da Serra, Vila Alpina, Cotia, Sapopemba, Local de Sapopemba e do Conjunto Hospitalar de Sorocaba; dos Ambulatórios Médicos de Especialidades Barradas e Bourroul, em São Paulo, e também dos AMEs Caraguatatuba, Lorena e São Vicente; do Centro Estadual de Armazenamento e Distribuição de Insumos de Saúde, e do Serviço Estadual de Diagnóstico por Imagem 2.

Como OSS no município de São Paulo, a entidade é responsável pela administração das unidades de saúde dos Territórios Penha e Ermelino Matarazzo e da Unidade de Assistência Médica Ambulatorial Dr. Ignácio Proença de Gouvêa.

*Artigos divulgados neste espaço não necessariamente correspondem à opinião da entidade.

COMPARTILHE!

CPRT Agenda

december, 2020

sun

mon

tue

wed

thu

fri

sat

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

No Events

-->
Estetik Ankara özel kurtaj meme büyültme vaporesso diziizlepaylas betpark giriş betgaranti kolaybet oleybet diyarbakır escort escort istanbul escort izmir
X