Logo da CBIC
30/08/2021

Curitiba (PR) tem o maior licenciamento de imóveis dos últimos 10 anos  

O apetite de empresas e compradores por imóveis em Curitiba, no Paraná, continua alto, mesmo mais de um ano após a pandemia do coronavírus (Covid-19). Segundo a última pesquisa da Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi-PR), em parceria com a Brain Inteligência Estratégica, o 1º semestre de 2021 foi o melhor, desde 2011, em volume de imóveis licenciados pelas empresas.

Os dados da Prefeitura de Curitiba, compilados pela pesquisa da Ademi/Brain, mostram que, nos seis primeiros meses deste ano, 8.929 unidades foram licenciadas por construtoras e incorporadoras.

Ou seja: quase o dobro do volume realizado no mesmo período de 2020 (4.885 imóveis em Curitiba). “Isso significa que veremos ainda mais lançamentos nos próximos seis meses”, comenta o presidente da Ademi-PR, Leonardo Pissetti.

Isso quer dizer que de cada 100 imóveis em Curitiba licenciados, 66 ficaram nas mãos das construtoras e incorporadoras. Esse é o melhor resultado desde 2011, quando 69% das novas construções estavam com as empresas.

“Os dados traduzem o dinamismo da construção civil e mostram a sua importância para a geração de empregos e renda, bem como para o aquecimento de toda a cadeia produtiva, especialmente nesse momento de pandemia”, defende Pissetti.

Lançamentos de imóveis em Curitiba crescem 52,6%

Além disso, a pesquisa mostra que se lançaram 3.097 apartamentos novos em Curitiba de janeiro a junho, ou seja, 52,6% a mais do que no mesmo período de 2020.

Acompanhando o movimento das outras capitais do país, os imóveis econômicos, enquadrados no programa Casa Verde e Amarela, tiveram a maior queda em lançamentos de imóveis em Curitiba. “Escassez dos terrenos, aumento de custos e redução do funding são os motivos que levaram à desaceleração desse segmento”, comenta Werner.

Por outro lado, os imóveis de luxo e superluxo (com preço acima de R$ 1.000.001,00) já correspondem a 10% de toda a oferta de apartamentos lançados na capital paranaense. “Tivemos um volume expressivo de vendas de imóveis nesses padrões e repusemos o estoque na mesma proporção, o que atesta o bom momento do segmento”, ressalta Pissetti.

As vendas de imóveis novos em Curitiba também continuam aquecidas, com crescimento de 62,5% no 1º semestre desse ano, em relação ao mesmo período de 2020. Ou seja, até junho, foram 3.235 apartamentos novos comercializados na cidade, quase 540 por mês.

Entregas e estoque de imóveis novos em Curitiba

Já o volume de imóveis entregues em Curitiba permanece estável desde 2018, numa média de 8,5 mil unidades com alvarás concluídos por ano. A capital paranaense chegou a emitir 15 mil alvarás de conclusão em um ano, quase o dobro do atual. Esse pico de entregas foi registrado em junho de 2015.

(Com informações da Ademi-PR)

COMPARTILHE!

CII Agenda

october, 2021

sun

mon

tue

wed

thu

fri

sat

-

-

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

No Events

-->
X