Logo da CBIC

Agencia CBIC

08/07/2016

PREFEITURA DE CAMPINAS PRODUZIRÁ TIJOLO A PARTIR DO RESÍDUO DE TRATAMENTO DA ÁGUA

A Prefeitura Municipal de Campinas fez um acordo para o desenvolvimento do tijolo ecológico, material produzido a partir do lodo, um dos resíduos do tratamento de água. Esses blocos serão destinados às partes não estruturais da construção.O trabalho deve ser realizado pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP); Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento (Sanasa); MRV Engenharia, Instituto Adventista de Ensino (Unasp) e as secretarias municipais de Desenvolvimento Econômico, Social e de Turismo e a do Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.

A Sanasa gasta R$ 1,2 milhão por mês com a destinação do lodo. O tratamento para a cidade retira do Rio Atibaia cerca de 6,750 toneladas por ano. “Ainda não sabemos quanto desse total será reaproveitado para os tijolos e nem quantos tijolos poderão ser produzidos. Isso tudo ainda faz parte de estudos a serem feito. O importante é que vamos fazer o reuso dos resíduos e baratear os custos da construção civil. Esta é uma parceria que dará um grande passo na questão sustentável”, afirma o presidente da Sanasa, Arly de Lara Romêo.

A MRV Engenharia disse que vai utilizar os tijolos ecológicos em suas obras. Segundo o diretor de Produção da MRV, Túlio Pereira Barbosa, os blocos feitos a partir desse processo serão destinados às partes não estruturais das obras. “Vamos adotar o produto não somente nas obras realizadas em Campinas, mas em toda a região”, garante.

(com informações da Piniweb)

COMPARTILHE!

Agenda de la construcción

Socios y Entidades Confederadas

Socios

 
Sicepot-PR
ASSECOB
APEMEC
Sinduscon-Costa de Esmeralda
Sinduscon – Grande Florianópolis
Ademi – AL
Ademi – MA
Sinduscon-Oeste/PR
Sinduscom-VT
SECOVI-SP
Sinduscon-RO
Sinduscon-SP
 

Marque aquí y consulte a nuestros socios

Entidades Confederadas

 
CICA
CNI
FIIC
 
X