Logo da CBIC

Agência CBIC

11/07/2012

RDC não é um bom método para licitações, diz presidente do Sinaenco-SP

Por Lucas Marchesini e Edna Simão | Valor

O presidente do Sindicato de Arquitetura e Engenharia (Sinaenco) de São Pulo, João Roberto Bernasconi, criticou o Regime Diferenciado de Contratação (RDC) no seminário “Novos Paradigmas da Engenharia Brasileira”, realizado na tarde desta terça-feira pelo Valor Econômico.
Segundo Bernasconi, o país “ficou 40 meses sem fazer nada e depois percebeu que a Copa do Mundo estava chegando”. Ele afirmou, porém, que priorizar a velocidade da construção ou um menor preço da obra é um erro. “Não dá para se ter tudo ao mesmo tempo, o bom, barato e rápido.”

“É necessário implementar a cultura do planejamento com a exigência de projetos executivos de qualidade”, disse Bernasconi. De acordo com ele, o preço do projeto corresponde a 1% do valor da obra como um todo, incluindo a manutenção.

Como possíveis soluções, sugere tempo de antecedência adequado entre a licitação e a obra, prazos adequados para a sua realização e um novo critério para a seleção dos projetos. E propôs duas alternativas durante o seminário.

A primeira seria julgar a melhor técnica de realização da obra. A segunda agregaria um componente de menor preço, mas com menor peso, em uma fórmula 80%/20%, onde a predominância ficaria para a melhor técnica. “Isso possibilitaria uma economia de recursos públicos e mais conhecimento sobre a obra, o que não deixaria o construtor entrar em uma loteria”, afirmou.
 

Outubro/2022

Parceiros e Afiliações

Parceiros

[show-logos orderby="rand" category="associados" activeurl="new" style="normal" interface="grid1" tooltip="false" description="false" limit="12" filter="false" ]

Clique aqui e veja todos os parceiros

Afiliações

[show-logos orderby="title" category="afiliados" activeurl="new" style="normal" interface="grid1" tooltip="false" description="false" limit="16" filter="false" ]
X