Logo da CBIC

CBIC`s Agency

11/09/2012

Norma de Desempenho apresenta avanços significativos no entendimento de critérios e formas de abordagem

Seis partes da NBR 15.575, que trata de Edificações Habitacionais – Norma de Desempenho, estão em consulta pública nacional até o dia 13 de setembro na Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

A NBR estabelece parâmetros técnicos/critérios para o desempenho das edificações habitacionais, definindo referências para todos os agentes envolvidos na cadeira produtiva, desde o incorporador até o usuário da edificação.

De acordo com o relator do GT-04 – Sistemas de Vedação Interna e Externa, Cláudio Vicente Mitidieri Filho, o novo texto apresenta avanços significativos no entendimento de diversos critérios e maior clareza na forma de abordagem.

Especificamente no que se refere à parte que trata dos sistemas de vedações verticais externas e internas, Cláudio destaca, entre outros: maior esclarecimento nos aspectos de desempenho estrutural, ficando mais evidentes os critérios referentes ao estado limite último e ao estado limite de serviço; aprimoramento e complementação dos aspectos relativos à segurança ao fogo, em particular dos critérios relativos à reação ao fogo, considerando propagação de chama e geração de fumaça, incluindo o ensaio SBI, previsto para painéis tipo sanduíche que incorporam materiais combustíveis; adequação dos critérios e métodos de estanqueidade à água, considerando a revisão da norma brasileira de esquadrias externas; esclarecimentos quanto aos métodos de avaliação de desempenho térmico, definindo a aplicação do método simplificado e a aplicação do método detalhado, por simulação.

Neste último caso, segundo ele, houve avanço no esclarecimento quanto aos aspectos a serem considerados, como cor das fachadas e ventilação dos ambientes, considerando ainda a possibilidade de redução da incidência da radiação solar direta nos ambientes em razão de sombreamento de aberturas; aprimoramento dos critérios de desempenho acústico, adequando particularmente os critérios de isolação a ruídos aéreos entre unidades habitacionais (paredes de geminação e separação das unidades pelo hall), e esclarecimento nos aspectos de durabilidade e manutenção, mostrando a importância da previsão da vida útil de projeto e a necessidade da previsão dos serviços de manutenção ao longo da vida útil da edificação.

No que se refere aos materiais que deverão ser ensaiados em conformidade com a norma, Cláudio Vicente observa que os sistemas construtivos considerados inovadores, por já terem um ambiente favorável à avaliação da inovação tecnológica, como o Sinat, vinculado ao PBQP-H, já têm dados sobre desempenho potencial, divulgados quando da publicação dos respectivos Documentos de Avaliação Técnica (Datec´s).

“Há necessidade de supressão de lacunas para os sistemas convencionais”, enfatiza. As partes que são objeto de votação da NBR são: Requisitos Gerais (NBR 15575-1); Sistemas estruturais (NBR 15575-2); Sistemas de pisos (NBR 15575-3); Sistemas de vedações verticais internas e externas (NBR 15575-4); Sistemas de coberturas (NBR 15575-5), e Sistemas hidrossanitários (NBR 15575-6).

É muito importante que todos os agentes/profissionais atuantes no setor da construção participem da votação.

A CBIC reforça a importância da participação de todos na votação da mesma, cuja consulta está disponível no link http://www.abntonline.com.br/consultanacional/default.aspx.

Clique no link do “ABNT/CB-02 Construção Civil” para ter acesso às seis partes da Norma. Para visualizar e votar, é preciso apenas criar o ABNT Passaporte (nome, CPF, email e senha).

O processo é rápido e simplificado.

Clique aqui para acessar o passo a passo para a votação.

COMPARTILHE!

Construction Agenda

Partners and Affiliations

Partners

 
Sicepot-RS
APEOP-PR
Ademi – SE
Sinduscon-PB
Sinduscon – Norte
Sinduscon-RIO
Sinduscon-MT
Sindicopes
ASBRACO
Sinduscon-DF
Sinduson – GV
Sinduscon-Mossoró
 

Click Here and check our partners

Affiliations

 
CICA
CNI
FIIC
 
X