Participar é fazer a diferença na cidade que desejamos

Carlos Alberto Moura

Levante a mão quem está plenamente satisfeito com os serviços de saúde ou educação disponibilizados pelo poder público, ou com o desempenho do transporte coletivo, com a mobilidade urbana, a preservação do meio ambiente e tantos outros aspectos que definem uma cidade com qualidade de vida satisfatória. Se você também faz parte deste contingente crítico, está na hora de protagonizar as mudanças que se quer para a nossa cidade. O momento do empresariado participar e ter voz ativa definitivamente chegou, é agora!

Existe um instrumento onde se possa engajar para fazer a diferença? Sim, e muito atuante. Criado há quase três anos para dar vez a essa vontade coletiva de atuação, o Codese – Conselho de Desenvolvimento Econômico Sustentável e Estratégico de Goiânia vem demonstrando que a discussão de temas prioritários para o futuro da cidade levando em conta as mais diversas opiniões, aumenta a percepção do coletivo na tomada de decisões acertadas.

Composto por onze câmaras técnicas em quatro eixos temáticos distintos, mas complementares, o Codese já tem contribuído de forma prática com a administração municipal com iniciativas importantes como a parceria firmada na área da educação pública abrindo vagas nas escolas da rede privada de ensino, a elaboração do projeto de expansão da Avenida Leste/Oeste, ligando Senador Canedo a Trindade, obra que fomentará o desenvolvimento do comércio, o setor imobiliário, além de assegurar melhoria da mobilidade urbana.

O Plano Diretor, discussões envolvendo o IPTU e estudos de tarifação do lixo, entre outras, constituem prioridades do Conselho no seu intuito de expressar ao poder público as preocupações da sociedade civil organizada no tocante a essas questões. Composto por um corpo diretivo, cerca de 300 participantes voluntários, representantes de entidades e grupos comunitários, o Codese vem apresentando resultados extremamente positivos dentro do objetivo de contribuir para a estruturação de políticas públicas que possibilitem o planejamento da cidade que queremos no futuro.

Os projetos são monitorados sistematicamente, e indicadores demonstram a sua evolução. É o caso da parceria do poder público com o Instituto Áquila e o Grupo Fácil, que possibilita a liberação de Alvarás e Uso de Solo em 24 horas. Esta ação gerou um grande desafogo na obtenção da papelada e agilidade na aprovação de novos projetos da indústria da construção, trazendo impulso à economia local.

Esse amplo fórum de discussão de novas políticas públicas sob a ótica da sociedade é uma excelente oportunidade para participar e ser ouvido, sugerir metas de atuação, trocar ideias, experiências e conhecimento em benefício de uma causa maior e que a todos interessa, que é o desenvolvimento econômico sustentável da cidade alicerçado por melhorias indispensáveis.

Pensar soluções que assegurem qualidade de vida no longo prazo e criar condições de sustentabilidade urbana constituem metas de atuação propostas no âmago do projeto O Futuro da Minha Cidade coordenado pela CBIC, no qual estão inseridos os Conselhos de Desenvolvimento Econômico Sustentável e Estratégico das cidades brasileiras já participantes, a exemplo do Codese instalado na capital goiana. Consolidado, o objetivo agora é ampliar a adesão de novos municípios, para que um maior número se junte neste amplo esforço da entidade pela cidadania nacional.

A sociedade não pode permanecer impassível, apenas observando. É inegável que o setor público vem perdendo a capacidade de planejar, desta forma travando o desenvolvimento que todos almejamos. Inegável também que existe um novo pacto social. Esse é o momento certo para auxiliar com projetos e ações discutidas no âmbito do Codese para serem priorizadas e assimiladas pela administração pública.

O conceito de gestão compartilhada do público com o privado veio para ficar, com tendência de ganhar mais espaço. Abre-se, assim, a oportunidade de um efetivo exercício de cidadania, bastando que se assuma o protagonismo que se faz necessário, para uma melhor qualidade de vida individual e o bem-estar da coletividade.

*Carlos Alberto de Paula Moura Júnior, presidente do Sindicato da Indústria da Construção no Estado de Goiás (Sinduscon-GO)

Compartilhe!

Eventos

 
 

Agenda da Construção

Dezembro, 2017

Filtrar eventos

Seg

Ter

Qua

Qui

Sex

Sab

Dom

-

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

14Dez10:0013:00Seminario - Apresentação de texto base para revisão da ABNT/NBR 9077

Núcleo de Seguros

 
Convenio de Seguros
 

Afiliações

 
CICA
FIIC
CNI
 

Publicações

Clique aqui para acessar todas as publicações da CBIC.

Parceiros

Clique aqui e conheça os parceiros da CBIC.

X