O Futuro da Minha Cidade: workshop em Manaus discute temas para criação das câmaras técnicas

Participantes levantam problemas e oportunidades da capital manauara em áreas como economia e infraestrutura

Mais de 100 pessoas participaram na manhã desta sexta-feira (15), em Manaus, do Workshop de Implantação do projeto O Futuro da Minha Cidade, realizado pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), com a correalização do Sesi Nacional e patrocínio nacional da Caixa Econômica Federal. Durante o evento, foi feito um levantamento dos problemas e oportunidades da capital nas áreas de economia, infraestrutura, educação, entre outras. Os temas sugeridos fazem parte do início das discussões para a criação das câmaras técnicas que vão compor o Futuro da Minha Cidade local.

A formalização das câmaras técnicas deve ocorrer no prazo de dois meses. De acordo com a consultora Marcia Santin, o ideal é que Manaus tenha entre quatro e seis câmaras. “Quanto mais câmaras técnicas, maior a equipe de apoio que essa governança precisa manter, porque todos são voluntários nas câmaras técnicas e alguém da equipe técnica precisa ajudar a coordenar para estar reabastecendo essas câmaras e avançar nos estudos”, explicou.

O turismo está entre os temas indicados pelos participantes do Workshop para a composição das câmaras técnicas. A superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Karla Bitar, afirmou que o órgão pode contribuir com melhorias para essa área na capital. “Todos sabemos que o nosso Centro Histórico é um patrimônio cultural que pode ser muito mais explorado pelo turismo. A questão da revitalização do Centro é importante para todos nós. Isso envolve muito a parte do desenvolvimento socioeconômico que foi muito comentado aqui. Já estamos estudando isso junto à Prefeitura e temos urgência em fazer essa revitalização para trazermos um adensamento de habitações para o Centro com responsabilidade e com valorização do nosso patrimônio cultural”, ressaltou.

Na avaliação do consultor Silvio Barros, o desenvolvimento econômico faz parte da lista de temas essenciais para o planejamento de Manaus. “Chamou a atenção a maturidade das pessoas em compreenderem que o foco precisa ser dado nas atividades econômicas, aquilo que é capaz de gerar renda, gerar receita, gerar emprego porque todo o vigor econômico da cidade vai depender dessas atividades. Não adianta a gente ficar discutindo saúde, educação, transporte, se nós não tivermos recursos para pagar essa conta, e os recursos virão das atividades econômicas”, enfatizou.

O Workshop contou a presença da sociedade local, de empresários e representantes de entidades e do poder público. “Eu julgo que esse evento foi muito rico porque juntou a experiência que os nossos dois consultores detêm com a disponibilidade das pessoas que vieram aqui. Formamos aqui vários temas, procuramos detalhar e, certamente, isso vai estruturar as câmaras técnicas”, destacou o presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário do Amazonas (Ademi-AM), Romero Reis.

Para o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Amazonas (Sinduscon-AM), o engajamento nos eventos realizados até o momento indica que há sustentação para a implementação do projeto O Futuro da Minha Cidade em Manaus. “Estamos muito otimistas. Os depoimentos realizados aqui foram muito produtivos e já servem de balizador. Isso vai ser muito importante no desenvolvimento do projeto”, disse.

O workshop fechou a fase de mobilização do projeto na capital do Amazonas. “A próxima fase será a de institucionalização, onde a gente vai pensar o modelo de governança e as formas de sustentação do projeto. Vamos adentrar um pouco mais na formação das câmaras técnicas para abraçar essas temáticas que hoje foram priorizadas”, ressalta Marcia Santin.

O Futuro da Minha Cidade

A implantação do projeto O Futuro da Minha Cidade em Manaus é uma iniciativa da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC). Na capital, o projeto é coordenado pelo Sinduscon-AM e pela Ademi-AM. Entre as principais ações da iniciativa estão o fomento à cultura e inovação, promoção da segurança nos espaços públicos, planejamento em infraestrutura, melhorias no trânsito e aumento da transparência na gestão dos recursos públicos.

Em junho deste ano, os consultores Silvio Barros e Marcia Santin visitaram mais de dez instituições públicas e privadas de Manaus, cujos representantes participaram do evento de apresentação do projeto que reuniu cerca de 130 pessoas, entre empresários e representantes de entidades religiosas.

O Futuro da Minha Cidade é inspirado no Conselho de Desenvolvimento Econômico de Maringá (Codem), criado em 1996 para repensar o modelo de desenvolvimento econômico da cidade de Maringá, no Paraná. Nos moldes do Codem, o Codese Manaus vai mobilizar a sociedade civil organizada – empresas e entidades – com o objetivo de organizar a capital do Amazonas para os próximos 20 anos. O projeto conta hoje com 19 cidades integrantes: Aparecida de Goiânia (GO), Belém (PA), Brasília (DF), Cascavel (PR), Caxias do Sul (RS), Chapecó (SC), Goiânia (GO), Itapema (SC), Joinville (SC), Manaus (AM), Natal (RN), Porto Velho (RO), Santa Maria (RS), São Gonçalo do Amarante (CE), São Luís (MA), Teresina (PI), Uberlândia (MG), Vitória (ES) e Volta Redonda (RJ).

Compartilhe!

Eventos

 
 

Agenda da Construção

Novembro, 2017

Filtrar eventos

Seg

Ter

Qua

Qui

Sex

Sab

Dom

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

21Novallday30alldayO FUTURO DA MINHA CIDADE

23Nov08:3016:00EVENTO REGIONAL DA CAMPANHA NACIONAL DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES (CANPAT CONSTRUÇÃO 2017/2018) E REFORMA TRABALHISTA

Núcleo de Seguros

 
Convenio de Seguros
 

Afiliações

 
CICA
FIIC
CNI
 

Publicações

Clique aqui para acessar todas as publicações da CBIC.

Parceiros

Clique aqui e conheça os parceiros da CBIC.

X